Terça-feira, 8 de Junho de 2010

Carly Fiorina: The Weather

Esta campanha é, usando uma expressão americana, the gift that keeps on giving.

Aquecimento global? Qual aquecimento global? Isso é obviamente para meninos...

 


publicado por Vega9000 às 18:00
link do post | comentar | favorito
Domingo, 6 de Junho de 2010

Tim James: We speak english

No Alabama, a corrida à nomeação Republicana para Governador conta com um candidato, Tim James,  que atingiu a notoriedade com uma série de anúncios apelando aos valores mais retrógrados do eleitorado. O mais conhecido é este, onde promete acabar com o uso da lingua estrangeira (leia-se Espanhol) no exames de condução:

 

 

 

 

Ainda sobre a carta de condução - o único documento de identificação válido para a maioria dos Americanos - este apela também aos sentimentos anti-emigrante (leia-se Hispânicos) ao prometer que, se eleito, apenas aqueles com um documento válido poderão votar. A mensagem: as eleições (e os direitos) são para os genuínos americanos.

 

 

 

 

E claro, falando nos valores tradicionais, a família não podia faltar, desta vez como pretexto para falar das suas credenciais de "duro contra o crime", pegando no exemplo dos predadores sexuais para acusar os outros candidatos de "serem amigos" destes:

 

 

Makes sense to you?
23 Junho - Nota: os videos foram entretanto removidos pelo candidato. Ainda encontrei o primeiro, mais famoso, mas creio que os outros dois se perderam, o que é uma pena.

publicado por Vega9000 às 23:38
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 4 de Junho de 2010

O marido de Nikki

Na Carolina do Sul, a candidata que lidera a corrida á nomeação Republicana para Governador(a), Nikki Haley, viu-se confrontada com acusações de infidelidade, que comprometem as suas chances. É nestas ocasiões que, em vez do anúncio de ataque (até porque as acusações não partem directamente dos adversários), lança-se o anúncio de defesa, destinado a repôr o bom nome.

Acusam-me de ser infiel? Pois apresento-vos o meu marido, aqui ao meu lado. Um bom exemplo de como, nos EUA, a vida pessoal dos candidatos é importantissima para a sua relação com os eleitores.

 

 

A história de como estas alegações nascem, e o jogo sujo por trás delas, aqui.


publicado por Vega9000 às 00:59
link do post | comentar | favorito

pesquisar

 

Contacto

nsalgueiro@gmail.com

posts recentes

O triunfo dos marrões

Os duches de John Hickenl...

Paladino: I'll stop the M...

Meg Whitman joga a cartad...

Jerry Brown: de volta aos...

Rick Lazio: Mosque

Scott Walker calça as luv...

Ohio: Kasich defende-se

Da importância da religiã...

Roy Moore: Elements of di...

últ. comentários

Pois eu acho que é de continuar...
Obrigado a todos. Isto está em pausa enquanto deci...
e não fazes mais? eu gostei.:-)
Eu n tenho nada a ver com os bacanos do aspirina, ...
Vim espreitar o blog do comentador mais simpático ...
:)))
Um bocadinho paranóico, não? Tem exemplos de algum...
Correccao: o uso de armas ja e regulado nos EUA.Os...
No actual Partido Republicano, alguém gabar-se do ...
:)))[Interessante o remate: "especialmente um Repu...

tags

republicano(40)

senado(25)

democrata(23)

primárias(17)

governador(13)

congresso(11)

alabama(7)

nevada(6)

presidenciais(6)

florida(5)

arizona(4)

california(4)

histórico(4)

ohio(4)

califórnia(3)

carly fiorina(3)

conservador(3)

dnc(3)

pennsylvania(3)

alexis giannoulias(2)

todas as tags

arquivos

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Blogs recomendados

Statcounter

SAPO Blogs

subscrever feeds